Nosso endereço: Rua José Flores, 351, Bairro Aclimação - Uberlândia - MG / CNPJ 07.766.923/0001-06

terça-feira, 19 de junho de 2018

Assembleia Nacional da Pastoral do Povo da Rua, Casa Santa Gemma presente!

Mais de 100 agentes de pastoral e lideranças da população em situação de rua de várias cidades do Brasil estiveram reunidos de 15 a 17 de junho, em Recife, para a 3ª Assembleia da Pastoral Nacional do Povo da Rua. O encontro buscou fortalecer o trabalho dos grupos que atuam na luta pela dignidade desta população e traçar metas de atuação para os próximos três anos. Jack Albernaz, coordenador diocesano da Pastoral de Rua da Diocese de Uberlândia, esteve presente representando essa Igreja particular. O estado de Minas Gerais também contou com representantes de outras duas cidades: a capital Belo Horizonte e Governados Valadares. A Pastoral do Povo da Rua tem como missão ser presença junto à população em situação de rua e dos lixões, reconhecer e celebrar os sinais de Deus presentes na sua história e desenvolver ações que transformem a situação de exclusão em projetos de vida para todos. Garantir a dignidade da População em Situação de Rua por meio da garantia dos seus direitos é o sonho, missão e tarefa da Pastoral. O tema da 3ª. Assembleia Nacional teve como enfoque a luta por dignidade e moradia, expresso pelo lema “Meu povo habitará em moradia digna, lugar seguro e viverá com a justiça e na paz” (Is, 32). Na programação da abertura, o painel “Os (in)visíveis urbanos e o direito à cidade”, realizado em parceria com a Universidade Católica de Pernambuco, procurou discutir as políticas habitacionais para a população em situação de rua. A mesa teve como destaque José Vanilson dos Santos, representante do Movimento da População de Rua, que expôs as contradições e necessidades a serem consideração nas políticas específicas para aquela população. A professora Tania Bacelar que acordou a temática do ponto de vista da economia. O advogado Benedito Barbosa da central de movimentos populares que expôs a situação da organização dos movimentos por moradia. E o teólogo padre Francisco Aquino Junior destacou o papel específico da Pastoral no trabalho com a população de rua. Aspectos importantes de aprofundamento teológico da atuação pastoral junto ao povo da rua foram ressaltados na manhã do segundo dia, sob a assessoria do presbítero, teólogo e professor Francisco Aquino Júnior. No período da tarde o engenheiro e militante Luiz Kohara apresentou resultados de sua pesquisa em quatro capitais brasileiras sobre experiências de habitação para população em situação de rua. Dom José Luiz Sales, bispo diocesano de Pesqueira e referencial para a Pastoral do Povo da Rua, acompanhou toda a Assembleia e presidiu a Celebração Eucarística de encerramento, convidando todos a manterem-se firmes na esperança, apesar do difícil momento em que o país atravessa. O Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, se fez presente no encontro, saudando aos participantes e animando-os a continuarem a importante missão que Deus lhes confiou. Durante a assembleia representantes de diversas regiões trocaram experiências, identificaram os desafios pastorais e traçaram pistas de ação que vão ajudar na atuação dos trabalhos a nível nacional pelos próximos três anos. Também durante o encontro foram eleitos os membros da Coordenação e do Conselho Nacional da Pastoral. Fontes CNBB / Elo da Fé

Nenhum comentário: